Residência Médica 2021

Residência Médica 2021

O Programa de Residência do Hospital Adventista Silvestre é reconhecido desde os Anos 70.

HISTÓRIA

O Hospital Adventista Silvestre, ao longo dos seus quase 80 anos de história, sempre contribuiu na formação e no desenvolvimento médico tanto no Rio de Janeiro, quanto no Brasil. Muitos dos mais renomados especialistas em suas áreas tiveram sua formação parcial ou completa feita no Hospital.

O Adventista Silvestre foi inaugurado no ano de 1948 como um sanatório com 60 leitos. Foi crescendo e se destacando na cidade do Rio de Janeiro, inclusive como o primeiro hospital a oferecer seguro de saúde aos seus usuários. Nos anos 70, o programa de residência médica do Hospital Adventista Silvestre foi reconhecido pelo Conselho Regional de Medicina; a partir da criação e estabelecimento do programa de residência médica pelo ministério da Educação e da Saúde, essa iniciativa foi reconhecida. 

Ao longo desses anos, a residência médica do hospital contemplou diversas áreas de atuação dentre elas: a pediatria, a nefrologia, a cardiologia e a oftalmologia. Hoje em dia, o hospital dispõe da clinica medica, cirurgia geral, anestesiologia e neurocirurgia.

CLASSIFICAÇÃO GERAL:

Anestesiologia ;
Cirurgia Básica ;
Cirurgia Videolaparoscópica 
;
Clínica Médica ;
Geriatria .

EDITAL – Residência médica 2021

Clique ao lado e confira o Edital.

ERRATA DO EDITAL – Residência médica 2021

Clique ao lado e confira a Errata do Edital.

INSCRIÇÕES ENCERRADAS

PERÍODO DE INSCRIÇÕES:
9/11/2020 (09h00)
até 12/01/2021 (17h00)

Anestesiologia
Duração de 3 anos e 2 vagas disponíveis.
Cirurgia Básica (pré-requisito)
Duração de 2 anos e 3 vagas disponíveis.
Cirurgia Videolaparoscópica
Duração de 1 ano e 1 vaga disponível.
Geriatria
Duração de 2 anos e 2 vagas disponíveis.
TREINAMENTO EM SERVIÇO

O programa de residência médica tem como objetivo a especialização do médico em uma área de atuação, através do treinamento prático supervisionado.

Os programas de residência médica possuem carga horária semanal de 60 horas, divididos entre atividades práticas, assistenciais e teóricas.

A presença do médico residente dentro do ambiente hospitalar, acompanhando a rotina de enfermaria, centro cirúrgico e ambulatório são fundamentais para a evolução técnica e profissional do médico. Além disso, o contato com o paciente e seus familiares desenvolve a parte humana fundamental na comunicação e na criação da relação médio paciente.