Sono mais curto pode gerar desidratação

por | 28/03/2019 | Dicas

Sono mais curto pode gerar desidratação, segundo a revista Harvard Health Publishing, da escola de medicina de Harvard.

Adultos que dormem apenas seis horas por noite podem ter uma chance maior de ficarem desidratados, em comparação com aqueles que dormem mais, de acordo com recente pesquisa publicada on-line em 5 de novembro de 2018, pela revista “Sleep”. Os resultados sugerem que alguns dos sintomas de sono inadequado, como fadiga, pensamento confuso e dor de cabeça na parte da manhã, podem ser devidos à desidratação.

Pesquisadores analisaram o risco de desidratação em aproximadamente 20.000 adultos americanos e chineses. Em ambas as populações, as pessoas que relataram dormir seis ou menos horas tiveram um risco até 59% maior de desidratação em comparação com aquelas que dormiam de sete a oito horas regularmente. Os pesquisadores especularam que a descoberta pode refletir o ritmo noturno de um hormônio chamado vasopressina. Durante o sono, a glândula pituitária no cérebro usa vasopressina para sinalizar aos rins que eles devem reter os líquidos no corpo, em vez de excretá-los através da urina.

Normalmente, a glândula pituitária libera mais vasopressina mais tarde no ciclo do sono, por isso, se uma pessoa acorda mais cedo do que seu corpo precisa, menos hormônio chega aos rins a tempo de conservar a água. Naturalmente, o melhor remédio é dormir mais. Mas se você não puder, certifique-se de beber pelo menos um copo cheio de água assim que acordar.

Cuide de sua saúde. Durma bem. Viva saudável! 

Fonte:
tradução livre de matéria publicada no site de Harvard Health Publishing,
de Harvard Medical School, disponível em:
https://www.health.harvard.edu/staying-healthy/shorter-sleep-may-cause-dehydration 

View all posts

Outros Posts

Arquivo de Posts